╠ GeekTrooper ╣

Cultura Geek e Nerd ao alcance de todos.

Quem é quem em Homem-Aranha: De volta ao lar?

Com um dos elencos mais ricos dos filmes da Marvel, Homem-Aranha: De volta ao lar certamente tem muito mais easter eggs do que percebemos a primeira vista. De vilões pouco conhecidos a um corpo discente que remete a nomes quase perdidos na era de prata do nosso herói, saiba quem é quem no mais novo sucesso da Marvel nos cinemas:

Alguns núcleos muito próximos do nosso herói dispensam apresentações. A começar pela May, uma versão muito mais rejuvenescida do que estamos acostumados mas que reflete a realidade dos dias de hoje. Marisa Tomei tem 52 anos e com essa idade as mulheres diferem bastante da representação dos anos 60 em que elas eram quase tidas como avós de coque e cabelo 100% branco. Tony Stark e Happy Hogan já são mais que familiares para quem acompanha os filmes dos UCM nos últimos oito anos. Falemos, portanto dos vilões e do coadjuvantes da escola de ciência que Parker estuda.


ADRIAN TOOMES, O ABUTRE
Vivido brilhantemente no filme por Michael Keaton, é um dos vilões mais antigos do Homem-Aranha e apesar de todas as mudanças visuais aqui atribuídas ao personagem até pra contextualizado no UCM, há sim muita similaridade do vilão dos cinemas com o dos quadrinhos. Ambos se sentiram ludibriados no seu antigo trabalho e acabaram por decidir seguir uma vida criminosa nesse mundo injusto. Ambos também tem algum apelo familiar nas histórias particulares, tendo o abutre dos quadrinhos mais de uma vez fazendo de tudo para “salvar” um parente. É curiosa a entrada do vilão de cara nessa nova franquia que tudo leva a crer que desencadeará na formação do Sexteto Sinistro dos cinemas. No final do filme, o Abutre de Keaton prefere guardar o segredo da identidade do Homem-Aranha para si. Ninguém sabe no entanto se é uma forma de estar quites com o herói ou se é para ele ter sua vingança sozinho.

PHINEAS MASON, O CONSERTADOR
Como se viu nos cinemas, Phineas é a mente por trás de muitos aparatos dos vilões do Homem-Aranha. Assim, faz completo sentido colocar ele no grupo do Abutre sendo o criador da suas asas mecânicas, da manopla do Schoker e de muitas outras geringonças usadas ali. O personagem provavelmente tem futuro nos cinemas, já que foi provavelmente o único que não foi preso dos vilões. Assim como nos quadrinhos, ele deve continuar nas sombras operando como um fornecedor de tecnologia e vivendo disto. No filme é vivido por Michael Chernus.

JACKSON BRICE, O SHOCKER
Sim, o nome Jackson Brice é muito mais associado ao Montana, um dos capangas do Rei do Crime que formaram o grupo Executores ao lado de Dan Pomposo e Touro. Mas o que faz então o personagem aparecer como o “primeiro” Schocker no filme? É mais uma homenagem ou easter egg ao desenho animado de 2008 em que Brice vira o Schoker daquela realidade animada. Nos cinemas, é vivido por Logan Marshall-Green.


HERMAN SCHULTZ, TAMBÉM É O SHOCKER
Bokeem Woodbine vive o segundo personagem a usar a alcunha de Schocker no filme, mas nos quadrinhos ele é o alterego consagrado do vilão. Explorado apenas como mais um capanga ali, não chega a ser muito diferente dos quadrinhos quando desde sua criação em 1967 nunca foi plenamente desenvolvido. É um ladrão de carreira que criou um dispositivo concussivo para ajudá-lo a roubar cofres e eventualmente usa como arma. Seu melhor momento certamente foi na hilária minissérie “Inimigos Superiores do Homem-Aranha”.


MAC GARGAN, O ESCORPIÃO
Mac Gargan, vivido por Michael Mando, aparece como um potencial comprador de armas fabricadas pela equipe do Abutre durante a cena da Balsa. Seu potencial cinematográfico fica evidente na cena pós-credito, onde poderemos acreditar que ele deve voltar num segundo filme do Cabeça de Teia. Nos quadrinhos, o Escorpião precisa de poucas explicações já que é um dos vilões mais conhecidos do herói. Tem uma história particularmente intricada com J. Jonah Jamenson que perdura até os dias de hoje. Por um curto período de tempo, ele foi o hospedeiro do Venom.

AARON DAVIS, O GATUNO
Aaron Davis é certamente a grande surpresa neste filme, pois sua curta participação abre portas muito maiores para a vinda de um certo “herdeiro” do manto. Ele é o tio de Miles Morales e cita um certo sobrinho no filme. No ultiverso, Aaron Davis é o Gatuno daquela realidade, uma versão muito mais egoísta que o original do 616, cujo alterego é Robbie Brown. No filme, é vivido por Donald Glover, que foi a principal inspiração para se criar o personagem Miles Morales nos quadrinhos e o costuma dublar na maioria dos desenhos feitos até hoje.

ANNE MARIE HOAG
Vivida por Tyne Daly, a personagem Anne Marie Hoag é a líder do grupo/prestadores de serviço conhecidos como Controle de Danos. Curiosamente, esse nome não deveria ser de completo desconhecimento de vocês ultimamente, já que se especulava criar uma série de comédia baseado neles. Isso desandou, provavelmente com o filme do Homem-Aranha querendo aproveitar o conceito para construir melhor sua história. Nos quadrinhos, chegaram a ter umas 3 minisséries em quatro partes, mas nada tão marcante. Fora isso, apareceram em tie ins de algumas das últimas grandes sagas da editora como Guerra Civil e Hulk contra o Mundo.



DIRETOR MORITA
Acredite ou não, o ator Kenneth Choi já está em seu segundo papel nos filmes da Marvel. Neste filme, ele é o diretor da escola, que curiosamente é neto ou bisneto de Jim Morita (também vivido por Choi), do Comando Selvagem. Há até mesmo um retrato do herói de Guerra em seu gabinete e não ache que foi a toa aqueles videos do Capitão América a toda aula ou detenção.

SENHORA WARREN
Raymond Warren nos quadrinhos era um homem e apareceu de fato em Amazing Fantasy #15, como professor do colégio Midtown, e por mais que muitos ignorem esse fato, tem mais vínculos com vilões do que parece a princípio. Entram nesta lista o Consertador (que também está no filme), o Cérebro Vivo e, principalmente, seu irmão e pesquisador da Universidade Empire States, Miles Warren (sim, o Chacal). Nos cinemas, Raymond virou professora e é vivida por Selenis Leyva. Ela aparece bem ocasionalmente, com mais destaque na cena em que ela encontra Ned Leeds no laboratório de informática tentando ajudar Peter.


SR. HARRINGTON
O professor e técnico da equipe de Decathlon do colégio vivido por Martin Starr também tem sua versão nos quadrinhos. Apesar de nos cinemas não citarem seu primeiro nome, não é difícil assumir que ele seja Roger Harrington, um ex-professor do Colégio Midtown que acabou se promovendo a diretor na fase em que Peter passou a lecionar por lá por um curto período de tempo. Lá pela edição #32 de Espetacular Homem-Aranha de 2001 você vai encontrá-lo nas histórias e infelizmente descobrirá que ele teve um fatídico fim pelas mãos do Camaleão em Friendly Neighborhood Spiderman #13.

SR COBBWELL
Mais um papel pequeno do filme, protagonizado por Tunde Adebimpe. Todavia, o nome não é uma invenção qualquer criada para o filme. Nos quadrinhos, o Doutor Cobbwell é um expert em eletrônica na cidade e é auxiliado em uma das histórias por Peter Parker por recomendação do Professor Warren. Nessa história, um outro personagem que também está no filme aparece, o Consertador.


LIZ
Laura Harrier faz a paixão secreta do colegial de Peter nos cinemas, sendo realmente algo bem similar nos quadrinhos. Ela na época namorava o Flash dos quadrinhos, mas só passou a se interessar por Peter depois de formados no colegial. Por ironia do destino, Parker acabou confrontando o irmão da Liz, o Magma, nos quadrinhos, sem estar realmente ciente do grau de parentesco dos dois. Já nos cinemas, o grande plot twist do filme é a revelação de que ela é filha do Abutre, portanto, Liz Allan Toomes. Nos gibis, o casal se afasta inevitavelmente. Ela conhece e começa a namorar Harry Osborn. Tornou-se sua esposa e tiveram um filho, estando hoje separados. Nos cinemas, é uma incógnita o futuro dela mesmo na franquia. Em todo caso, seria uma boa introdução do Harry num futuro bem mais distante. Há uma curiosidade também sobre a personagem quanto ao biótipo – nos quadrinhos originalmente Liz Allan era loira, mas ela já foi retratada como uma garota morena no desenho do Espetacular Homem-Aranha.


FLASH THOMPSON

Flash Thompson já teve duas versões antes nos cinemas, uma vivida por Joe Manganiello e outra por Chris Zylka. Já Tony Revolori entrega a caracterização mais diferente das dos quadrinhos até agora. Não é um grandalhão atleta que surra Parker na saída da escola. Diferentemente, a versão nova do Flash é tão esperta quanto ele e compete pelo mesmo espaço e atenção. A diferença é que ele tem grana e sabe ser um pentelho de marca maior sem levantar um dedo. Se por na ponta do lápis, essa foi a versão do Flash com mais tempo de tela nos filmes. Não sabemos que andamento terá o personagem na nova franquia, mas nos quadrinhos o Flash mudou bastante. É um cara mais maduro, amigão, um herói de guerra que se sacrificou pelo seu país e eventualmente foi um dos hospedeiros do simbionte alienígena tornando-se o Agente Venom.

 

NED LEEDS
O nome é Ned Leeds, mas qualquer um mais antenado nos quadrinhos sabe que era pra ser o Ganke. Jacob Batalon é a caracterização cuspida e escarrada do melhor amigo do Miles Morales que ganhou vida nos cinemas e foi ser o parceirão do novo Peter Parker. Enquanto isso, nos quadrinhos, Ned Leeds sequer estudou na mesma escola que o Peter. Ambos se conheceram no Clarim, acabou se envolvendo romanticamente com Betty Brant e se casaram, sendo Peter padrinho na celebração. A maior surpresa fica por conta de que Ned Leeds foi por muito tempo considerado o primeiro Duende Macabro (cuja história foi sutilmente alterada tempos depois).

MICHELLE JONES
Vivida por Zendaya no filme, muitas teorias surgiram sobre quem ela de fato seria na história. Acabou que Michele era apenas Michele, sem sequer fazer menção a uma outra personagem existente dentro das histórias do homem-aranha cujo sobrenome é Gonzalez. Apesar da referência final sugerir um paralelo com uma certa “Mary”, Kevin Feige já deixou bem claro em entrevistas que são personagens completamente diferentes.


BETTY BRANT
A atriz Angourie Rice que todo mundo suspeitava que seria uma versão da Gwen Stacy da nova franquia se revelou como Betty Brant. Visualmente, ela distoa bastante da personagem dos quadrinhos, que é praticamente represantada como deveria ser Gwendoline. Em todo caso, há uma referência distante ao que a personagem é nos quadrinhos quando a colocam como apresentadora do jornal do colégio. Nos quadrinhos, Brant começa como secretária do editor do Clarim Diário, J. J. Jamenson, e por um breve período chegou a namorar Peter Parker quando ele começou a prestar serviços como fotógrafo freelancer por lá. É difícil saber se a personagem seguirá sendo aproveitada nos cinemas, mas como curiosidade fica aqui o fato de ela nos quadrinhos ter se casado com o personagem Ned Leeds (vivido por Jacob Batalon). Atualmente, ela passou a namorar o Flash depois de muito tempo da morte do esposo e começou a trabalhar como repórter investigativa.

CINDY MOON
Cindy Moon no filme nem de perto dá entender que terá o mesmo destino que teve nos quadrinhos, sendo mordida pela mesma Aranha que atacou Peter e acabando escondida num bunker. Não precisamos repetir a história aqui, afinal Teia de Seda se tornou hoje em dia uma personagem importante da mitologia aracnídea. No filme, a atriz Tiffany Espensen apenas é mais uma da turma do Declathon que vai para o Washington.

SALLY AVRIL
Sally Avril, vivida por Isabella Amara, é mais um nome perdido que compõe a equipe de Declathon do colégio do que uma personagem em si. Mas o nome não está aí a toa e tem realmente uma contraparte nos quadrinhos. Apareceu também como parte da patota do Flash Thompson desde Amazing Fantasy #15, mas sua história só foi realmente desenvolvida um pouco mais em Untold Tales of Spider-Man por Kurt Busiek. Ela era uma excelente ginasta, sedenta por aventura que acabou eventualmente descobrindo a identidade secreta do Homem-aranha e até mesmo lutou ao seu lado como a vigilante Pássaro Azul (Bluebird). Sendo apenas uma pessoa comum sem experiência, Sally acabou morrendo atropelada no caminho para uma cena do crime.

SEYMOUR O’REILLY
Seymour O’Reilly aparece brevemente protagonizado por JJ Totah, e mesmo nos quadrinhos nunca teve grande destaque. Faz parte da turma de alunos, também presente em Amazing Fantasy #15 e junto com o Flash ridicularizando o Peter Fracote. Ao mesmo tempo que faz bullying com Peter, venerava o Homem-Aranha. Curiosamente, aparece em Homem-Aranha: Caído entre os mortos numa reunião de antigos alunos do MidTown, ainda é metido a fazer bullyings e acaba tendo um final triste assassinado pelo hospedeiro temporário do Venom, o filho de Angelo Fortunato. No filme, aparece apenas numa cena breve trocando ideias com as meninas da escola sobre o Homem-Aranha.

JASON IONELLO
Mais um da turma do Flash que bulinava o Peter nos quadrinhos. Aqui, aparece com ainda menos evidencia na turma da escola vivido pelo ator Jorge Lendeborg Jr. O personagem foi retconeado nas histórias do Untold Tales of Spider-man por Kurt Busiek.

ABRAHAM BROWN
Nos cinemas, Abraham Attah vive o papel de mais um aluno que faz parte da equipe especial do Declathon do colégio. Já nos quadrinhos, Abe Brown está mais associado a Shang-Chi. Apareceu na edição Deadly Hands of Kung Fu #1 in 1974, ao lado de Lin Sun e Bob Diamond para formar os Filhos do Tigre. Eram um grupo de vigilantes lutadores que já lutaram junto com o Homem-Aranha. A equipe eventualmente se desfez, mas ele continuou na vida de vigilantismo usando a alcunha do Tigre Negro.

TINY
O ator Ethan Dizon é um outro cujos detalhes do sobrenome se mantiveram obscuros, mas é bem provável que seja uma referência a Tiny McKeever, aluno que foi retconeado nas histórias de Untold Tales of Spider-Man. Ele começa sendo tão babaca com o Peter assim como era o Flash, mas ao descobrir que o garoto tinha problemas com o pai, Peter resolve ajudá-lo e ambos se tornam amigos. No filme, você deve reconhecê-lo como o garotinho do clube de xadrez.

CHARLES
Há um aluno protagonizado por Michael Barbieri no filme. Sem sobrenome, fica pouco evidente se foi lhe atribuido um nome genérico ou não, mas dentro das história do Homem-Aranha há um jovem aluno da turma do Flash chamado Charlie Murphy. Sem muita background, sabemos apenas quem ele é graças a uma história em Amazing Spider-man #17.

Bom, só por esse artigo da pra ver que o pessoal não brincou na pesquisa para esse filme. Apoiados pelo pessoal da Marvel, até mesmo o menor dos coadjuvante é um ponta de um easter egg ou referência pros quadrinhos. E cada vez que revermos o filme, é capaz de encontrarmos mais um detalhe que acabou passando batido.

FONTE

Anúncios

Sobre Geektrooper

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 12/07/2017 por em Cinematofilia e marcado , .

Blogs que sigo

Categorias

Side Quest

O canal que trata a cultura pop como missão principal

taverna42.wordpress.com/

O site mais geek que você já viu!

hqrock

Quadrinhos, música e afins

The Amazing Nerd

Simplesmente Espetacular

TI e Tendências Web

games mobile redes sociais segurança tendências

NERD GEEK FEELINGS

Notícias, resenhas, opiniões e comentários sobre o mundo do entretenimento

╠ GeekTrooper ╣

Cultura Geek e Nerd ao alcance de todos.

Arte & Ação

O universo começa dentro de nós.

Sphera Geek

Beta 2.0

Clube do Imperador

Conhecimento, Entertenimento e Cultura Pop!!

%d blogueiros gostam disto: