╠ GeekTrooper ╣

Cultura Geek e Nerd ao alcance de todos.

Jogamos: Marvel vs Capcom Infinite é feito para os fãs de filmes da Marvel

Quando a Marvel decidiu investir de forma mais séria no mercado de games, era quase certo que essa nova etapa contemplaria os personagens cujos direitos estão com a editora nos cinemas – é assim nos quadrinhos e nos demais produtos licenciados da empresa há alguns anos. Nada mais justo que a Capcom, tradicional parceira da Casa das Ideias, seja uma das primeiras a trazer um jogo sob essa nova visão.

Em Marvel vs Capcom Infinite, a influência do lado Marvel, especialmente do lado cinema da Marvel, é determinante. Afinal, no hiato que separa o novo game de Marvel vs Capcom 3 – lançado antes mesmo do primeiro filme dos Vingadores, em 2011 -, todo o universo cinematográfico da empresa floresceu, trazendo à tona heróis e vilões que, na época dos jogos anteriores, pertenciam ao segundo (ou até mesmo ao terceiro) escalão.

O resultado é um jogo que, acima de tudo, parece mais feito para os fãs da Marvel – em especial, os fãs dos filmes da Marvel – do que qualquer outro público. Para quem conhece e ama a saga por suas maluquices e encontros inusitados, Infinite terá uma aparência muito diferente, mas, ao mesmo tempo, traz mudanças positivas. A Capcom aproveitou a ocasião para trazer, na parte do gameplay, a acessibilidade, diversificação de estilos de jogo e, principalmente, algum equilíbrio – algo pelo qual MvC nunca foi muito conhecido.

Tudo isso virá embalado em um modo história o qual ambas as empresas querem enfatizar como um dos pontos principais do jogo. Com roteiro escrito em parceria entre a Marvel e a Capcom, o game contará uma trama na qual os universos de ambas as empresas se fundem, por meio da ação de Ultron-Sigma, a união dos dois vilões robóticos. No centro de tudo, estão as Joias do Infinito – as mesmas que estão no centro dos filmes da Marvel e darão o que falar em Vingadores: Guerra Infinita.

Tomando as lições de Street Fighter V, que foi duramente criticado pela falta de conteúdo. Infinite virá não apenas com o modo história no primeiro, mas também mais opções de jogo single-player, como arcade e modo de missões. No multiplayer, estão previstas batalhas casuais, ranqueadas, e um lobby.

O elenco

Se a intenção de priorizar o MCU já era visível no primeiro trailer do game, que pôs a Capitã Marvel ao lado do Homem de Ferro enfrentando Ryu e Mega Man X, as novas revelações do elenco parecem escancarar a estratégia, com a adição de personagens como Ultron e o retorno de nomes como Rocket Racoon, Thor e Hulk.

Por enquanto, a Capcom não confirma se personagens dos X-Men e do Quarteto Fantástico, que pertencem à Fox no cinema, estarão no game. Mas tudo aponta que essa seja mesmo a ideia, especialmente se olharmos para os lutadores que já aparecem no game. Basta ver seu visual. O Capitão América, por exemplo, traz um uniforme com cara de armadura, similar ao que Chris Evans ostenta nas telonas. Quem ganhar uma luta com o Homem de Ferro vai ver a tampa de seu elmo aberto com um rosto parecidíssimo com o de Robert Downey Jr.

Apesar de Brie Larson ainda não ter vestido o uniforme da Capitã Marvel nas telonas, o visual da heroína dá um vislumbre do que podemos ver nos filmes, com a personagem de cabelos longos, como a atriz, e não curtos, como os de Carol Danvers nos quadrinhos. Já o Gavião Arqueiro é uma mistura da premiada fase de Matt Fraction nas HQs com o personagem vivido por Jeremy Renner.

Do ponto de vista de gameplay, a nova estratégia traz reformulações profundas para personagens que já existem. A Capcom não poderia ter feito de forma diferente, já que, historicamente, os mutantes estavam no topo do lado Marvel do elenco, enquanto os Vingadores eram personagens ruins.

A disparidade é ainda maior no cenário competitivo. Basta ver, por exemplo, que todo o top 8 de UMVC3 no EVO 2016, principal torneio de games de luta do mundo, tinha em seus trios pelo menos um personagem que, no cinema, é da Fox. Doutor Destino, Sentinela, Magneto, Tempestade e Wolverine eram figurinhas fáceis que, a depender da aparente nova estratégia, não devem dar as caras no novo game.

Por isso, não me espanta que heróis como o Capitão América, Homem de Ferro e Thor passariam por reformulações, mas a maneira como estes três personagens mudaram para melhor é, sim, surpreendente. Steve Rogers é uma das revelações deste novo elenco, mais ágil e versátil com um golpe de contra-ataque no qual ele utiliza o escudo.

O Thor também mudou para melhor, com seu principal ataque do Mjolnir podendo ser emendado em um arremesso que acerta na ida, na volta, e, em caso de acerto, faz o oponente quicar na parede, podendo emendar um combo. Tony Stark, por sua vez, teve alterações mais tímidas, mas não menos importantes, com um golpe que enche a tela de minas aéreas e uma revoada de cima para baixo.

A Capitã Marvel lembra um pouco o Nova de UMVC3, com uma magia e um golpe de investida que atravessa a tela. Ultron é também uma das melhores adições ao elenco, forte nos combos aéreos e versátil com ataques próximos e à distância, utilizando robôs. Já o Hulk continua forte como sempre, e agora pode segurar-se nas paredes como Chun-Li. O Gavião Arqueiro também mantém moveset similar. Rocket Racoon, apesar de ter sido revelado no trailer, não estava disponível para jogar na build.

Nesse enfoque todo na Marvel, o lado Capcom acabou ficando de lado, com vários personagens similares às suas versões de UMVC3. Morrigan, Chris e Ryu são muito parecidos com as versões do game anterior. Já Strider e Chun-Li mudaram e prometem dar trabalho competitivamente – em especial, a lutadora chinesa de Street Fighter, que ganhou golpes de atravessar a tela. Strider também teve ajustes na velocidade de seus golpes e teleporta muito rápido, podendo ser uma boa opção para pressionar o oponente.

Único personagem inédito do lado Capcom, Mega Man X traz habilidades bem distintas em relação a seus pares de franquia que já apareceram em games anteriores. Seu moveset é baseado em ataques à distância, com a opção de soltar uma magia extra e um comando extra atrelado a cada botão após o disparo da magia principal. Ele pode atirar e atacar por cima, com uma rasteira ou até mesmo se afastar do seu oponente.

Marvel vs Capcom Infinite chega em 19 de setembro para PlayStation 4, Xbox One e PC.

Fonte: Jogamos: Marvel vs Capcom Infinite é feito para os fãs de filmes da Marvel | Artigo | Omelete

Anúncios

Sobre Grahall

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 02/05/2017 por em Games e marcado .

Blogs que sigo

Categorias

Side Quest

O canal que trata a cultura pop como missão principal

taverna42.wordpress.com/

O site mais geek que você já viu!

hqrock

Quadrinhos, música e afins

The Amazing Nerd

Simplesmente Espetacular

TI e Tendências Web

games mobile redes sociais segurança tendências

NERD GEEK FEELINGS

Notícias, resenhas, opiniões e comentários sobre o mundo do entretenimento

╠ GeekTrooper ╣

Cultura Geek e Nerd ao alcance de todos.

Arte & Ação

O universo começa dentro de nós.

Sphera Geek

Beta 2.0

Clube do Imperador

Conhecimento, Entertenimento e Cultura Pop!!

%d blogueiros gostam disto: